sábado, 31 de janeiro de 2015

Seu papel de Pai/Mãe e a Pedofilia

Eu fico pasma como as coisas ultimamente tem se tornado comuns. 
Todos os dias me dá revolta ao ouvir em um noticiário sobre pedofilia. Isso não é comum... Não pode virar algo comum!! 

Com certeza crimes de pedofilia já vem acontecendo durante muitos, muitos anos... Infelizmente em um certo país por aí, crianças de 8 anos já podem se casar com marmanjos, mas que barbaridade! 

A Infância vem se perdendo durante os anos, tudo está começando cada vez mais cedo, adolescentes ficam grávidas cada vez mais cedo, sem ter uma estrutura tanto no corpo quanto de maturidade para tal responsabilidade. 

Mas como posso ver que meu filho(a) está sendo aliciado por um pedófilo? 
Mãe, pai, muitas vezes seu filho(a) não vai dizer, por vergonha, por medo, posso dizer por experiência própria, pois não cheguei a ser abusada, mas já tentaram quando criança e um medo toma conta de nós. Temos medo de qual reação nossos pais possam ter. 
Mas teve um dia que minha mãe percebeu algo e então me colocou contra a parede e falei. Desde então, mesmo crescendo entrando na adolescência aconteceu novamente e não tive mais medo de confiar em meus pais. 

Você pai e mãe, precisa estar atento aos lugares que seu filho (a) vai, se ele fica muito sozinho com determinada pessoa, converse bastante com seu filho(a) sobre esses assuntos para que ele sempre tenha confiança em você; Fique atento as conversas e mensagens nos celulares e redes sociais; 
Você precisa ser atento. Não seja indiferente em relação ao seu filho(a), você muitas vezes não está 24 horas ao seu lado.   

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

A "Patinho Feio" Feliz

Meu último ano do ensino médio.

Faltando alguns dias para terminar aquele ano e depois cada uma de nós seguiríamos caminhos diferentes, cada uma foi para um lado estudar, começamos a perceber o tamanho das responsabilidades que iríamos ter depois dali.
Amigas sei que vocês verão essa foto no meu face quando compartilhar esse post, mas estarei falando sobre mim.

Eu estava um "patinho feio", mas por dentro era feliz, mas faltava algo. 
Por dentro, eu estava encontrando minha identidade, porém por fora estava perdida, no sentido de não pensar em mim... de parar e olhar para o que eu precisava, para o que eu iria almejar, para o que eu gostava. Mas sabia que em mim, no meu interior estava sendo criado a identidade de Deus... Era isso que queria para mim mais do que tudo! Meu coração e meu ser estavam totalmente em busca disso. Porém quando me olhava no espelho sabia que tinha que aprender mais sobre mim.

Meus dentes estavam tortos, mesmo usando o aparelho, por causa de um tratamento que estava fazendo (tive bullying por causa disso, mas eu dava risada) meu cabelo era vermelho (na foto desbotou a cor e tava laranja)... Hoje olhando as fotos antigas vejo o quanto era desleixada comigo mesma. 


Nossa interior tem que ser exteriorizado, mas não podemos deixar que o exterior interfira no interior. 

Eu era feliz, tinha encontrado a Deus, mas como poderia mostrar Ele em mim? Necessitava de algo que me desafiasse a mudar o exterior agora, porque meu interior estava sendo moldado... Passaram-se dois anos, surgiu o Godllywood. E eu fui com tudo. E agradeço a Deus por todos os desafios, todos que fizeram eu conhecer a mim mesma, a me superar e a mudar tanto. 

Não é que você agora vai se focar em ficar bonita, você já é linda!!!! Basta se ver assim!! 
E eu não poderia deixar com que meu bem estar interior me fizesse parar por ai, eu sei que tinha passar meu Deus...

Querida amiga, muitas vezes para você mudar, você precisa de direção, foco e de um desafio. Eu queria exteriorizar meu interior... Eu queria ajudar as jovens, queria ser um exemplo para elas mudarem também. E então consegui. 

DIREÇÃO + FOCO + DESAFIO = MUDANÇA !!!! 

E você já se desafiou? 

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

2015... Você tá pronta?




Se tem algo que não gosto de falar em viradas de ano é "Feliz Ano Novo"., até posso repetir quando alguém me fala, mas é algo que todo mundo fala, pra mim não é tão válido, entende? Nada contra quem gosta, estou apenas expressando minha opinião, todos falam e suas vidas continuam as mesmas.

Vejo alguns postarem "A partir da meia noite de hoje não serei mais a mesma" e a pessoa continua igual, ou seja, até pensam em mudar, porém é tudo emoção, fala da boca pra fora, sem os pés no chão. 

Todos querem felicidade, mas nem todos estão dispostos a sacrificarem-se por ela.

 A felicidade muitas vezes exige sacrifícios da nossa parte, como por exemplo, uma pessoa ter mágoa no coração e entrar o novo ano com a mesma mágoa, sem perdoar quem a ofendeu. Isso exige sacrifício, exige esforço para que essa pessoa possa ser feliz.

Se você tem estado fria em seu casamento é hora de arremangar as mangas e lutar por ele, ou se sua vida espiritual não é mais a mesma, é hora de lutar, voltando a prática do que te fortalece. Entre outros tantos exemplos. Ter pés no chão, é isso, é ter atitude e não soltar palavras ao vento sem objetivo nenhum.

Do final para o início do ano gosto de me analisar, analisar minhas atitudes, tudo o que aconteceu no meu ano, ver onde e o que preciso mudar, há hábitos velhos a serem removidos e há novos a serem adquiridos. Eu vejo um novo ano não com emoção, mas de oportunidades, de amadurecimento, de aprendizados.

Se você quer um ano novo, você precisa estar com os pés no chão. Lutas virão, vitórias virão, oportunidades virão, então agarre-as. 
Esteja pronto, para enfrentar seus medos, mudar, aprender, vencer, amadurecer...

Abençoado 2015 para você.