sábado, 26 de julho de 2014

Minha Experiência no Templo de Salomão e um Desabafo

Olá gente tudo bem? Estou feliz e muito feliz. Me renovei. No sábado, dia 19 de julho estive conhecendo o Templo de Salomão pela primeira vez. Realmente é algo magnífico, você que foi pode dizer o quanto é. 
Fiquei feliz que ao escrever de tanta felicidade no blog do bispo Macedo, minha experiência e de outras esposas de pastores foi colocada lá. Clique aqui para ler ela. Não tenho palavras para expressar o momento que tive com Deus neste lugar. 
Gostaria de neste post de hoje falar um pouco sobre o Templo. 
Quando ele começou a ser construído eu ainda era obreira. Eu via aquelas imagens quando os pastores passavam nas igrejas de como ele seria e meus olhos brilhavam, eu sabia que um dia ia pisar lá. Eu esperei por 4 anos esta ida e realmente quando cheguei lá com meu esposo não me contive. 

Eu fico às vezes um tanto revoltada ao ver tantas pessoas comentando nas redes sociais da IURD comentando em cima de comentários de pessoas cheias de fé para tentar colocar maus olhos e etc. Que papel você que se diz cristão, faz? Você que coloca comentários nos denegrindo, se não gosta não comente ou não curte a página. PRONTO! Mas não venha você usar da própria Bíblia para jogar cal na fé do povo. Parece até o que o diabo fez com o Senhor Jesus no deserto quando usando as próprias palavras da Bíblia O tentava. E você? Tem usado a Bíblia não como luz, para trazer vida e sim para espalhar seus pensamentos maliciosos e ainda por cima usando fundamentos bíblicos! 

A Igreja Universal é de um povo unido. Que se une em uma só fé. Membros de todo o mundo construíram o Templo sem ajuda do governo, apenas o povo, pastores, obreiros. Sim pastores, eu e meu esposo também ajudamos na Construção do Templo e valeu a pena. 
Ah sim você pode dizer: Deus não habita em santuário feito por mãos humanas... 
Com certeza Ele habita dentro de mim. O Santuário é um lugar onde um povo da mesma fé se reúne para buscar a Deus e sim eu posso buscá-LO a qualquer hora. O Templo é como se fosse Israel para mim, não conheço, mas sei que é um lugar sagrado. Assim como o Templo que veio as próprias pedras da Terra Santa para construí-LO, com certeza você amigo que fala tão mau ficaria feliz em ir para Israel não ficaria? É assim que nos sentimos. Então não venha você tirar estes olhar de Santidade em nós.

Este Templo mostra a glória e a grandeza de Deus se você não sabe ou não consegue enxergar nós aprendemos e vamos continuar O glorificando. A Igreja Católica sempre fez santuários grandes e bonitos, para glorificar a quem? Por que não para Deus? Por que para Ele tem que ser em um fundo de quintal, ou o pior? Ele merece isso? Essa é a grandeza dEle?
E outra, no Templo ou em qualquer IURD há uma foto do bispo Macedo? Este Templo não glorifica ao homem e sim a Deus! E a experiência que tive com Ele neste lugar foi real e verdadeira. Nunca irei esquecer! Se eu fosse você antes de falar qualquer coisa iria lá e veria com meus próprios olhos, provaria do que estou falando, aí sim depois você pode falar. 

Até logo.      

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Você se considera um Livro Aberto?

Depois que conheci a Deus eu superei a minha timidez. Eu não a aceitava quando ela batia dentro de mim em alguma situação eu podia até estar amedrontada, mas enfrentava, seja no falar em público, orar em público, fazer uma reunião, um núcleo, evangelizar e etc. E cá entre nós não há maneira melhor de vencer a timidez do que enfrentando aquilo que te intimida.

Eu já era obreira aos meus 17 anos e por causa do meu jeito extrovertido e despojada na época, duas obreiras chegaram até mim e conversaram sobre meu jeito. Na época elas queriam ser esposas de pastor e achavam que por isso tinham que ser mulheres retraídas, fechadas passar uma imagem assim e me aconselharam a ser assim também, diziam que eu não tinha discrição e etc. Hoje eu vejo que elas confundiram tudo e eu sei que elas também veem assim.

Eu fiquei triste na hora, pois sabia que era desse jeito que Deus me usava. Eu auxiliava no Força Jovem e como ia me aproximar dos jovens se eu era uma obreira fechada e retraída? Mas aquelas palavras na hora me fizeram acreditar que eu estava errada e fiquei com isso na minha cabeça. Até que fui falar com a esposa do pastor e me explicou tudo de maneira diferente e depois explicou a elas também.

Talvez você amiga, até hoje vem sofrendo com palavras que um dia você ouviu de alguém sobre você ou que lhe falaram diretamente e se tornou fechada. Alguns dos sintomas são:
-Tem medo de confiar nas pessoas;
-Não é sociável;
-Tem sempre medo de estar desagradando;
-Tem medo e se preocupa com o que as pessoas acham de você!

Se você continuar alimentando essas palavras dentro de você... Você vai parar! Às vezes a pessoa que lhe falou isso nem lembra mais, mas você não consegue esquecer. Então dê o primeiro passo, a se abrir, vá e perdoe. Deus tem tanto para fazer em sua vida e você fica estacionada pensando que não é digna, que é isso e é aquilo. Colocando abobrinhas em sua cabecinha. Eu continuei fazendo meu trabalho e Deus foi me moldando e me usando, até hoje. Talvez se na hora eu tivesse guardado aquilo e dado ouvidos a elas eu seria diferente hoje, talvez nem metade do que me usou até hoje teria me usado. É difícil lidar com pessoas fechadas, e proteger-se das pessoas não diminui os seus problemas, pelo contrário, até mesmo pode estar perdendo a oportunidade de fazer a diferença na vida de alguém.

A mulher de Deus não é fechada, ela é um livro aberto. Ela não tem medo do que as pessoas acham dela e não esconde o que é, porque é transparente. Por mais que cometa erros (somos falhas né), sempre será agradável de estar perto dela, pois se ela não gostar de algo sempre lhe dirá. Ela é transparente! Aprendi isso lendo o livro Melhor do que Comprar Sapatos da escritora Cristiane Cardoso, tinha um post que falava sobre isso e naquela época a esposa me mostrou lendo esse artigo no livro.      



E você, o que decidiu enfrentar a partir de agora? 

Até a próxima. 

quinta-feira, 3 de julho de 2014

A que abraça tudo...


Olá gente, tudo certinho? Ontem queria muito escrever aqui, mas tava muito cansada, e então pensei “Se for pra escrever de qualquer jeito e algo que não passe nada, não vou escrever”.E isso deu um post, ia escrever sobre outra coisa... 

E de fato, quantas são às vezes que você faz algo com má vontade? Às vezes você não sabe administrar seu tempo e o pouco que sabe administrar deixa quem deveria estar
em primeiro por último lugar: Deus!
Se Ele não for prioridade, qual o melhor que você está dando? Quem você está sendo? Que tipo de cristã você quer ser, se nem ao menos tem um relacionamento verdadeiro com Deus?
Muitas gostam de abraçar tudo e fazer tudo. Amam estar na Igreja, limpam aqui e ali, atendem, evangelizam, trabalham nas reuniões, no grupo jovem, TF Teen, EBI e quando chegam em casa estão podres de cansadas, fazem mais algumas coisinhas e quando vai dormir lembra do seu relacionamento com Deus e como já está cansada, dá o seu pior.

 Às vezes até pega num sono ajoelhada e Deus lá esperando ouvir sua voz naquele dia. Eu falo isso porque isso já aconteceu comigo e por isso já fiquei fraca. Por mais que eu fizesse tudo, parecia que faltava algo, e assim eu continuava fazendo, mas aquele algo ainda faltava... Eu não entendia, eu estava ali fazendo tudo e ainda sim faltava algo e era a minha comunhão com Deus que estava faltando.

Não adianta você querida amiga, querer abraçar tudo e esquecer-se do principal: do seu relacionamento com Deus, não adianta trabalhar somente no seu exterior, seu interior tem que ser consequência do que você faz, ou seja, SER vem antes de FAZER. Algumas fazem porque aprenderam, gostam do trabalho, mas se você não É o que você faz, logo começa a enjoar, daí da queda de muitas meninas que você possa conhecer, que antes eram assim e hoje não são mais assim ou nem estão mais em nosso meio.

Até a próxima. 

PS: Gosto muito desta foto e me lembra bem a época em que aprendi isso...