segunda-feira, 7 de julho de 2014

Você se considera um Livro Aberto?

Depois que conheci a Deus eu superei a minha timidez. Eu não a aceitava quando ela batia dentro de mim em alguma situação eu podia até estar amedrontada, mas enfrentava, seja no falar em público, orar em público, fazer uma reunião, um núcleo, evangelizar e etc. E cá entre nós não há maneira melhor de vencer a timidez do que enfrentando aquilo que te intimida.

Eu já era obreira aos meus 17 anos e por causa do meu jeito extrovertido e despojada na época, duas obreiras chegaram até mim e conversaram sobre meu jeito. Na época elas queriam ser esposas de pastor e achavam que por isso tinham que ser mulheres retraídas, fechadas passar uma imagem assim e me aconselharam a ser assim também, diziam que eu não tinha discrição e etc. Hoje eu vejo que elas confundiram tudo e eu sei que elas também veem assim.

Eu fiquei triste na hora, pois sabia que era desse jeito que Deus me usava. Eu auxiliava no Força Jovem e como ia me aproximar dos jovens se eu era uma obreira fechada e retraída? Mas aquelas palavras na hora me fizeram acreditar que eu estava errada e fiquei com isso na minha cabeça. Até que fui falar com a esposa do pastor e me explicou tudo de maneira diferente e depois explicou a elas também.

Talvez você amiga, até hoje vem sofrendo com palavras que um dia você ouviu de alguém sobre você ou que lhe falaram diretamente e se tornou fechada. Alguns dos sintomas são:
-Tem medo de confiar nas pessoas;
-Não é sociável;
-Tem sempre medo de estar desagradando;
-Tem medo e se preocupa com o que as pessoas acham de você!

Se você continuar alimentando essas palavras dentro de você... Você vai parar! Às vezes a pessoa que lhe falou isso nem lembra mais, mas você não consegue esquecer. Então dê o primeiro passo, a se abrir, vá e perdoe. Deus tem tanto para fazer em sua vida e você fica estacionada pensando que não é digna, que é isso e é aquilo. Colocando abobrinhas em sua cabecinha. Eu continuei fazendo meu trabalho e Deus foi me moldando e me usando, até hoje. Talvez se na hora eu tivesse guardado aquilo e dado ouvidos a elas eu seria diferente hoje, talvez nem metade do que me usou até hoje teria me usado. É difícil lidar com pessoas fechadas, e proteger-se das pessoas não diminui os seus problemas, pelo contrário, até mesmo pode estar perdendo a oportunidade de fazer a diferença na vida de alguém.

A mulher de Deus não é fechada, ela é um livro aberto. Ela não tem medo do que as pessoas acham dela e não esconde o que é, porque é transparente. Por mais que cometa erros (somos falhas né), sempre será agradável de estar perto dela, pois se ela não gostar de algo sempre lhe dirá. Ela é transparente! Aprendi isso lendo o livro Melhor do que Comprar Sapatos da escritora Cristiane Cardoso, tinha um post que falava sobre isso e naquela época a esposa me mostrou lendo esse artigo no livro.      



E você, o que decidiu enfrentar a partir de agora? 

Até a próxima. 
Postar um comentário