quinta-feira, 28 de maio de 2009

Ultrapassando as aranhas


Numa noite dessas, eu estava pronta para ler a Bíblia, quando me ajoelhei diante da cama e mexi no meu caderno de anotações, quando vi aquele bicho horrível caminhando sob a minha cama. Levei um baita susto, aquela aranha era feia. Fiquei olhando ela passear em cima da minha cama, porque não sabia qual iria ser a reação dela, se ela iria pular em mim, ou o que?! Fiquei sem ação nenhuma.
Logo após vi que a luz foi acendida no quarto dos meus pais e chamei ele (meu pai) para matar aquela aranha para mim.
E depois disso tudo fiquei pensando...
E vi que há pessoas que agem assim diante dos seus problemas. Se prostram diante dele, por não ter coragem de enfrentá-lo, medo de sair machucado, de arriscar... tem sempre que ficar dependendo de outra pessoa, para fazer por ela.
Vai chegar um dia que somente ela mesma poderá lutar pois é batalha pessoal, e ninguém poderá ficar no lugar dela. Se ficar sempre dependendo dos outros, nunca conquistará por seu esforço e sim será sempre a sombra dos outros.
Então, pare de depender dos que lhe rodeiam, e lute contra os seus inimigos face a face com indignação, e revolta contra essa situação de não aceitar mais, porque é a sua vida. E isso começa dentro de você.

na certeza,
Postar um comentário