sábado, 8 de dezembro de 2012

O comentário do cabelo...


Eu acho que nunca deixei um comentário tão grande no blog da dn. Cris, mas é que me identifiquei muito com a história sobre o cabelo, vocês leram? Clique aqui. Este é meu comentário, resumi um pouco a minha história.

"Eu falei desde o primeiro post que com certeza me identificaria com esta história e foi realmente! :) 
Laranja
Pintei de chocolate e fiz mechas e curto
Sempre mantive meu cabelo curto no máximo até os ombros, não passava disso. Minhas amigas sempre me diziam para eu deixá-lo crescer e chegava uma hora que eu ia lá e cortava, eu não cuidava tanto de mim... Na escola eu era tida como a 'popular' porém não entendo até hoje o porquê, disso!! Eu não me arrumava, nem nada disso, pelo contrário, tinha o cabelo laranja, com franja, a coisa mais horrível hoje quando olho aquelas fotos, não parece a Luana de hoje (conto mais essa história outro momento aqui no blog). Mas é bom olhar para elas, assim vejo o quanto mudei! Foi então quando fui para a Igreja, me converti e muita coisa começou a mudar dentro de mim. Ainda sentia inseguranças, mas sabia que precisava vencer tudo aquilo dentro de mim, foi quando me deparei com os posts da sra na Folha Universal que me ensinavam muito!! Eu sentava depois da reunião no domingo de manhã abria aquele jornal e ia direto na coluna da sra, já reunia algumas meninas e lia para elas. Uma das primeiras coisas que mudei, foi o meu cabelo também... Pintei ele de chocolate e fiz mechas loiras, ficou lindinho, porém continuava curto, era uma 'pressão psicológica' que minha mãe fez desde pequena sobre mim, que eu deveria tê-lo curto, pra ter uma ideia, ela mesma quando era criança cortava nossos cabelos. 
Minha calça larga, tênis e camiseta e de brinde
um lenço na cabeça (O Ricardo odeia esta foto,rsrs)

Mas então muita coisa continuou mudando, fui levantada a obreira e às vezes me cuidava, me cuidava no sentido de roupas, maquiagens, eu usava tudo errado, não era vulgar, porém errado. Vivia de tênis, calça larga, e camiseta. Tinha uma esposa dn. Delaine (minha mãezona também) que ficava 'maluca' em me ver em pleno domingo de manhã assim. Ela queria que eu fosse diferente. E hoje quando ela me vê me diz o quanto mudei, que um dia saberia que isso iria acontecer... Naquela época eu tinha 17 anos, hoje tenho 22 (Vou fazer sábado que vem).  Foi uma mudança e tanto... gradativamente, fui perdendo minhas inseguranças e cada vez mais servindo a Deus. 




Por mais que eu estudasse, trabalhasse, meus pensamentos sempre foram em fazer algo novo e diferente na Igreja e assim sou até hoje. Ajudando em praticamente todos os Grupos da minha Igreja, direta ou indiretamente... Porque tudo é Obra de Deus!!! :) 
Eu e Simone!
Ontem mesmo encontrei uma amiga que não via há muito tempo, e tempo. Ela olhou para mim e disse "Que linda que você está, nossa olha teu cabelo, está comprido e loiro, e a tua voz, o teu jeito como mudou! Que calma que você é agora! Você está muito diferente!"

E eu agradeço a Deus por toda esta mudança e às pessoas, as mulheres que foram exemplos para mim, para que eu alcançasse essa mudança!"



Postar um comentário