sábado, 14 de março de 2015

A Moça do Interior na Cidade Grande

Olá gente querida!! E aí como cês tão?!

Bom, para quem me acompanha e é minha friend no facebook, sabe de minhas
mudanças...

Cresci, casei e continuei no interior por um bom tempinho e há um mês fomos transferidos para a Capital. Então, quase não tenho tempo para sentar e usar o notebook, transferência de internet de uma cidade à outra tava complicada rsrs, tendo que controlar ainda mais meu tempo. 

No início pensei que iria ser difícil me acostumar, com a agitação, barulho, tudo longe, trânsito, as pessoas correndo e até eu me pego correndo.  Mas não foi assim como havia pensado.
 E assim é a esposa de pastor, não temos lugar certo e para onde formos temos de nos adaptar, ao clima, ao lugar e a tudo. 
A nossa intimidade com Deus, nossa confiança nEle é o que tem que sobressair em nós. 

Deus é o único que está comigo 24 horas do meu dia e se caso eu ficar doente, preciso me virar, não que meu esposo não prestará nenhuma assistência ou não vá dar bola para mim, mas o que me refiro é justamente esse apoio que damos dele estar focado na igreja e nas pessoas e eu o quanto antes preciso estar melhor para ajudá-lo no que ele precisar, pois conta comigo. 

Por isso, servir ao Altar me desculpe, não é ser uma 'dondoca', andar no salto e se vestir bem, como muitos pensam, isso não tem nada haver. É realmente uma vida que exige sacrifícios, mas é algo tão bom quando vemos alguém subindo ao Altar e dando testemunhos, quando vemos as pessoas bem, quando vemos elas nascendo de Deus, é preciso amar a Obra de Deus. 
Há uma responsabilidade muito grande que Deus confia em nossas mãos.   

Quando o nosso foco é o Altar, é ganhar almas, é fazer a diferença onde Deus nos colocou, o restante vai fluir.  

Nesse momento são quase 1 da manhã e estou deixando posts prontos para serem automaticamente postados durante a semana.

Até a próxima.
Postar um comentário