sexta-feira, 24 de abril de 2015

Amar a Obra de Deus


Quando você ama alguém, você aprende a amar os defeitos dessa pessoa assim como as qualidades dela.

Quarta-feira, enquanto buscava o Espírito Santo na Igreja, Ele falou algo forte comigo. Sobre o amor. E acabei lembrando das palavras de um bispo também, à nós. 

Quando se está apaixonado não. A paixão é cega, você não enxerga os defeitos da pessoa, acha tudo lindo nela, mas depois que a venda cai dos olhos... às vezes é tarde demais. Quando se gosta então, logo enjoa.

Obreiras de Bento Gonçalves/RS
Assim é a Obra de Deus. Para você estar nela, é preciso amá-la. Não somente sentir uma emoção, ou gostar dela, entrar numa emoção e depois parar no meio do caminho. A Obra é de Deus, Ele é O perfeito, mas é feita por homens e homens não são perfeitos, portanto existem falhas. Mas quando se ama de verdade, continuamos a amando mesmo assim. Não nos sujamos, nem paramos por causa disso, pois amamos a Obra e a Deus acima de qualquer coisa.
Já na emoção não, tudo que começa por emoção, pode terminar mau.
Ou você GOSTA de fazer a Obra de Deus, gosta de estar envolvida no meio dos pastores, tendo responsabilidades na Igreja, mas tudo que se gosta acaba enjoando depois, pois até mesmo quando ver algo errado, ou alguém decepciona, logo se contamina, tendo maus olhos por isso e acaba ficando pra trás.

O bispo nos disse sobre o amor, disse que estava na Obra até hoje por amá-la. Pediu que desse minha mão, a olhasse e dissesse se a amava ou gostava dela (parei e pensei, pois nunca pensei se amava ou gostava da minha mão, rsrs) disse que a amava, então disse: "Você a ama então não consegue viver sem ela!"

Quem ama a Obra de Deus é assim, não consegue viver sem ela. Não sabe fazer outra coisa a não ser ela e pensar nela. Quando amamos aprendemos a amar tudo o que envolve ela, as qualidades e até mesmo os defeitos.
O amor nunca acaba, tudo suporta, tudo crê, tudo se espera. Não busca seus interesses, mas sim os de Deus em primeiro lugar. Ele não diminui com o passar do tempo, ele aumenta, vai até o fim!

  
até a próxima,





Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. 1 Cor. 13. 13
Postar um comentário